1° SIMPÓSIO RONDONIENSE DE EMERGÊNCIAS PSIQUIÁTRICAS 

 

Atualmente, registram-se mais de 870 mil óbitos por suicídio em todo o mundo, o que representa 49% de todas as mortes por causas externas. Há a estimativa de que as taxas de tentativas de suicídios podem ser de 10 a 40 vezes mais elevadas. E esse é o tema que o Núcleo de Psiquiatria de Rondônia e a Associação Médica Brasileira/Rondônia, por meio do presidente Aparício Carvalho de Moraes, debateu na última sexta feira, 27 de novembro, no Centro Universitário Aparício Carvalho (FIMCA), no 1° Simpósio Rondoniense de Emergências Psiquiátricas.  

 

“Nós estávamos com esse simpósio programado para março, mas devido a pandemia, foi preciso reagendar, e conseguimos realizar agora obedecendo todas as regras sanitárias, com a participação de médicos, estudantes, e acadêmicos de medicina e de outras profissões da área da saúde. É essencial falar sobre as emergências psiquiátricas”, comentou Aparício Carvalho.  

 

As palestras do Simpósio abordaram os riscos de suicídio e os desafios no atendimento, transtornos orgânicos e diagnóstico diferenciado em emergências, agitação psicomotora e abordagens terapêuticas. Palestraram do evento: a psiquiatra no Hospital João Paulo II, Andressa Police dos Santos; a psiquiatra e professora no Centro Universitário FIMCA, Elis Regina Cardoso Duarte Silva; o psiquiatra forense, diretor tesoureiro do Núcleo de Psiquiatria de Rondônia e coordenador da residência Médica em psiquiatria do Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, Ivo Louro Dickow; o psiquiatra, preceptor de residência médica em psiquiatria do CAPS infantil do internato médico do Hospital Santa Marcelina, Robinson Machado Yaluzan 

 

 Não há como prever quem cometerá suicídio, mas é possível avaliar o risco individual que cada paciente apresenta, tendo em vista a investigação detalhada e empática da entrevista clínica. Impedir que o paciente venha a se matar é regra preliminar e fundamental”, finalizou o presidente do Núcleo de Psiquiatria de Rondônia, Aparício Carvalho. 

Compartilhar em: