I JORNADA DE PSIQUIATRIA DE RONDÔNIA

O Núcleo de Psiquiatria de Rondônia (NPR), sob a presidência do Dr. Aparício Carvalho de Moraes, com o auxílio da Associação Médica Brasileira de Rondônia (AMB-RO), da Liga Acadêmica de Psiquiatria de Rondônia (LAPSRO) e do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (CREMERO) estarão realizando a I Jornada de Psiquiatria de Rondônia e a I Jornada de Liga de Psiquiatria de Rondônia nos dias 02, 03 e 04 de Outubro de 2018, totalmente gratuito.

A Jornada, cujo tema é “Da psiquiatria emergente a emergência psiquiátrica”, contará com a presença de diversos especialistas renomados nessa área assistencial, os quais participarão de Mesas Redonda, Conferências e Mini-cursos.

As vagas já haviam sido totalmente preenchidas no dia 24 de Setembro, porém, o Dr. Aparício ampliou mais 35 vagas em cada mini-curso do evento. “Devido à grande procura pelo evento, resolver ampliar a quantidade de vagas” destacou o Presidente.

Quem tiver interesse em participar do evento poderá estar fazendo sua inscrição no site do NPR (www.npr.org.br), ressaltando que todos os profissionais da saúde podem participar.

Segue abaixo a Programação do evento:

RONDÔNIA TEM 1,52 MÉDICOS POR MIL HABITANTES, OU SEJA, 31% A MENOS DA MÉDIA NACIONAL

Na avaliação dos conselhos de medicina, baixo número de profissionais decorre da falta de políticas públicas para fixação em munícipios mais distantes e regiões menos desenvolvidas

Com 1,8 milhão de habitantes, Rondônia tem 2.744 médicos, o que dá uma razão de 1,52 profissionais por mil habitantes. Os médicos especialistas são 47,1% do total de profissionais, contra 52,9% de generalista, o que dá uma razão de 0,89 especialistas para cada generalista, sendo este o único estado da federação em que estes são em maior número do que aqueles. Os profissionais do sexo masculino respondem por 60,8% da classe médica no estado, contra 39,2% do sexo feminino.
A idade média dos profissionais é de 42,3 anos, menor do que a média nacional, de 45 anos, com 16,3 anos de formados. A maioria dos médicos está na faixa etária até 29 anos (52,8%), sendo que 66,1% têm até 44 anos.

http://portal.cfm.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=27545:2018-04-02-15-27-27&catid=3

 

REDUÇÃO DE LEITOS AFETA 22 ESTADOS E 18 CAPITAIS

Os números apurados pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) mostram que 22 estados e 18 capitais brasileiras perderam leitos nos últimos oito anos. Só no estado do Rio de Janeiro, por exemplo, 9.569 mil leitos foram desativados desde 2010. Na sequência, aparece São Paulo (-7.325 leitos) e Minas Gerais (-4.244). Na outra ponta, apenas cinco estados apresentaram evolução positiva no cálculo final de leitos SUS: Rondônia (629), Mato Grosso (473), Tocantins (231), Roraima (199) e Amapá (103).

http://portal.cfm.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=27722:2018-07-12-14-14-20&catid=3

DR. APARÍCIO CARVALHO É O NOVO PRESIDENTE DA AMB RONDÔNIA

A posse da diretoria aconteceu no último dia 06 de junho dentro do auditório do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero) durante o I Encontro Luso-Brasileiro de Bioética do Conselho Federal de Medicina (CFM). A federada foi reativada no estado e contou com a participação do presidente da Associação Médica Brasileira (AMB) Dr. Lincoln Ferreira, que em sua oportunidade, além de parabenizar a todos, destacou a importância da entidade no estado. “Trata-se da valorização do profissional, da educação médica. A reativação da AMB em Rondônia é uma conquista para toda a classe” enfatizou ao salientar ainda sobre o processo de negociação para ativação da federada também em Macapá.

http://www.cremero.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=21644:2018-06-12-15-58-49&catid=3

DOCUMENTO DESTACA O PAPEL DAS ESCOLHAS ÉTICAS PARA O FUTURO DO PAÍS

O Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgou nesta semana a Carta de Porto Velho, documento aprovado pelos participantes do I Encontro Luso-Brasileiro de Bioética do Conselho Federal de Medicina, realizado nos dias 6 e 7 de junho de 2018, na capital de Rondônia. O texto, que foi referendado pelo plenário do CFM, destaca a necessidade da sociedade assumir compromissos com o futuro da saúde e da medicina no País.

http://www.cremero.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=21652:2018-07-24-14-07-31&catid=3

ELEIÇÃO CREMERO: MÉDICOS ELEGEM OS NOVOS CONSELHEIROS PARA O QUINQUÊNIO 2018/2023

Com mais de 86% de aceitação dos votos dos médicos, a chapa “Com o médico, pela medicina” foi eleita para estar à frente do Conselho Regional de Medicina do Estado Rondônia (Cremero) na gestão 2018/2023. A eleição, realizada de forma mista (presencial e por correspondência) aconteceu na última terça-feira (7 de agosto). A votação presencial, que aconteceu somente em Porto Velho, começou às 08 horas da manhã e seguiu até às 20h no auditório do Conselho. Tanto os votos recebidos pelos Correios quanto os que foram postados na sede do Conselho começaram a ser apurados logo após o fechamento da urna. Ao todo, foram 1330 votos. A única chapa inscrita para o pleito recebeu 1151 votos. Também foram contabilizados 82 votos nulos e outros 97 votos brancos.
Os novos conselheiros serão empossados já no próximo dia 01 de outubro, quando elegerão em plenária a nova diretoria do Cremero.

http://www.cremero.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=21656:2018-08-13-12-25-42&catid=3

ENSINO MÉDICO: ALUNOS DO SEXTO ANO DE MEDICINA E MÉDICOS RECÉM-FORMADOS PARTICIPAM DO EXAME DO CREMERO 2018

O Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero) realizou neste domingo (19 de agosto) o Exame do Cremero. Esta foi a terceira vez que a prova, que serve como um instrumento de avaliação externa dos profissionais médicos, foi aplicada em Rondônia. Mais de 50 pessoas, entre médicos recém-formados e sextanistas de Medicina se inscreveram no exame, aplicado pela Fundação Carlos Chagas.

http://www.cremero.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=21659:2018-08-23-14-45-02&catid=3

UNIVERSIDADES DE RONDÔNIA TERÃO RECURSO PARA PREVENIR E CONTROLAR A OBESIDADE

As universidades públicas e privadas, sem fins lucrativos, de Rondônia têm até o dia 16 de setembro para inscreverem projetos com ações de prevenção, diagnóstico e tratamento da obesidade no Sistema Único de Saúde. Uma chamada pública aberta pelo Ministério da Saúde destinará até R$ 250 mil para o estado desenvolver ações de pesquisa, extensão e formação de trabalhadores na atenção básica, nível de atenção com capacidade para resolver 80% dos problemas de saúde do brasileiro. Em todo o Brasil, serão disponibilizados R$ 10 milhões, para 27 universidades selecionadas. O objetivo do Ministério é qualificar a assistência e o cuidado para a prevenção e controle da obesidade, que já afeta 18,9% da população adulta nas capitais brasileiras.

http://portalms.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/44072-universidades-de-rondonia-terao-incentivo-de-r-250-mil-para-prevenir-e-controlar-a-obesidade

RETA FINAL: EM RONDÔNIA, 11,6 MIL CRIANÇAS PRECISAM SER VACINADAS CONTRA A PÓLIO E O SARAMPO

No estado de Rondônia, 11,6 mil crianças de um ao a menores de cinco precisam buscar os postos de saúde para receber a vacina contra a pólio e sarampo. Até esta quarta-feira (22), cerca de 88% do público-alvo do estado recebeu a vacina contra essas doenças.

http://portalms.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/44089-reta-final-em-rondonia-11-6-mil-criancas-precisam-ser-vacinadas-contra-a-polio-e-o-sarampo